Savage Worlds: Passos e dicas para realizar uma publicação

Atualizado: 25 de fev.


Artigo escrito por Richard Woolcock (@zadmargames), traduzido por Leandro Jardim e revisado por Diogo Silva (@diogoarakis). Publicado em 26 de Outubro de 2015 para o Zadmar's Savage Stuff.


Lancei meu primeiro PDF sob a licença Savage Worlds Fan em março de 2012, e produzi mais uma dúzia desde então. Meu processo normalmente é mais ou menos assim:

Rabisco muitas anotações (geralmente no Bloco de Notas), adicionando mais ao longo do tempo.

  • Quando houver anotações suficientes, começo a organizá-las em seções.

  • Quando houver várias seções completas, copio e colo tudo no Microsoft Word.

  • Limpo a formatação e ajusto o conteúdo.

  • Crio a diagramação (capa, índice, colunas, arte).

  • Reviso, reviso, reviso.

  • Exporto o documento como PDF, anuncio-o em fóruns/blogs/etc.

  • Coleto comentários, corrijo problemas que se perderam, lanço novamente o PDF com um novo número da versão.

Essa abordagem funciona para mim e sinto que a apresentação dos meus suplementos melhorou nos últimos anos, mas ainda há muito espaço para melhorias. Algumas semanas atrás eu finalmente decidi ser hora de intensificar meu jogo, e um post recente do Manuel Sambs me inspirou a compartilhar minhas experiências na esperança de que outros possam achar útil.

Obviamente os profissionais já sabem o que estão fazendo e têm muito mais experiência com diagramação e imagens do que eu, mas pouquíssimas pessoas parecem dispostas a compartilhar seu conhecimento e experiência. Houve algumas dicas gerais no Reddit que apreciei, mas nada realmente detalhado sobre todas as coisas diferentes que você precisa considerar.

Então, sem mais delongas, permita-me compartilhar meus primeiros passos desajeitados…

O Conteúdo é Rei

É evidente que antes de trabalhar na diagramação, você precisa do conteúdo. O restante deste post pressupõe que você já escreveu seu conteúdo e o revisou (talvez você até o tenha lançado como um simples suplemento sob licença de fã), mas agora você gostaria de torná-lo mais atraente.

Claro que você pode entrar em contato com um licenciado existente e tentar chegar a um acordo com eles, talvez eles cuidem da diagramação para você em troca de uma parte do lucro. Ou você pode pagar uma empresa de design terceirizada para fazer a diagramação para você e entrar em contato com a Pinnacle para se tornar um licenciado oficial para que você possa recuperar seus custos.

Mas e se nenhum licenciado oficial estiver interessado em seu produto ou você não conseguir chegar a um acordo com o qual se sinta confortável? E se você não quiser pagar muito adiantado quando não tiver certeza se a Pinnacle concordará em lhe conceder uma licença comercial? E se você não tiver nenhuma intenção de torna-lo comercial, e simplesmente quiser fazer seus suplementos parecerem mais agradáveis?

Projeto de Diagramação

A Pinnacle recomenda criar layouts de documentos no InDesign ou Quark, mas ambas as ferramentas são caras. No entanto, existe uma ferramenta semelhante chamada Scribus — talvez não seja tão intuitiva ou fácil de usar quanto o InDesign ou o Quark, mas ainda é muito poderosa e o mais importante: é gratuita (código aberto).

Baixei o Scribus e brinquei com ele, e provou ser muito menos assustador do que eu esperava. É bom poder definir camadas (em vez de criar um PDF separado para impressão para cada suplemento), mas também há muitos outros benefícios - estilos, páginas mestras, quadros, marcadores e assim por diante. Eu tenho ensinado a mim mesmo com base na necessidade de saber, em vez de usar tutoriais, mas já ficou claro para mim que nunca mais exportarei suplementos em PDF no Microsoft Word.

Escolha da Fonte

Existem muitas fontes boas e gratuitas por aí, e existem até sites como o Font Squirrel que se dedicam a oferecer essas fontes. Como muitas vezes há restrições de uso de certas fontes, vale a pena procurar algumas que possam ser usadas livremente, principalmente se você estiver pensando em torna-lo comercial no futuro.

Depois de uma pequena pesquisa, cheguei à conclusão de que a maioria das pessoas parece preferir uma fonte sans-serif de 10, 11 ou 12 pontos para o corpo do texto dos suplementos de RPG, então decidi optar pelo Open Sans de 10 pt.

O Modelo de Estilo da Pinnacle define quatro cabeçalhos (capítulo, seção principal, tópico principal e tópico secundário) além do corpo do texto, e é aí que entram as fontes mais sofisticadas. Se você olhar as propriedades de documento de um PDF, poderá ver quais fontes ele usa — por exemplo, Accursed usa East Anglia (gratuito para uso comercial), enquanto Shaintar e Lankhmar usam Windlass (que custa US $ 110 por suplemento para uma licença de incorporação).

Para o meu último suplemento, estou pensando em usar o Cenobyte para os títulos dos capítulos; não é a fonte mais fácil de ler, mas acho que é muito evocativa do estilo que pretendo capturar, e vou usá-la muito pouco.

Capa e Imagem de Fundo

Um bom design de capa e de imagem de fundo pode fazer uma enorme diferença na apresentação do seu suplemento, dando-lhe uma aparência muito mais profissional e não vai quebrar sua conta bancária. DriveThruRPG tem muitos deles disponíveis, Lord Zsezse Works produziu sozinho vários pacotes de modelos de USD 5 (incluindo o usado pelo Winter Eternal).

Uma alternativa que prefiro é usar uma ilustração inteira de página da capa e um design de fundo para as páginas internas. No entanto algumas capas incluem espaço para uma ilustração, então você também pode combinar os dois conceitos se preferir.

Você pode até criar sua capa combinando diferentes peças de arte. Heroes of Terra usa uma ilustração gratuita de Storn Cook em uma ilustração de fundo por Bruno Balixa, e existem algumas outras ilustrações que têm um primeiro plano e um fundo separados, permitindo que elas sejam misturadas e combinadas com outras artes.

Outra coisa a se observar é o tamanho da página. Algumas das capas e interiores são tamanho Carta, enquanto outras são A4, e você precisará redimensioná-las e cortá-las se estiverem no tamanho e na proporção errados. Pessoalmente, uso Carta (8,5" x 11"), pois acho mais conveniente para impressão, mas a Pinnacle está se afastando da carta (6" x 9") e se dirigindo em favor de um tamanho de Graphic Novel (normalmente 6,79" x 10,37").

Título e Logotipo


"Fique Selvagem!" por Cool Text.

Depois de escolher sua capa, você precisará de um título bonito para o seu suplemento. Você pode contratar um artista para desenhá-lo para você, mas também existem sites como o Cool Text que podem produzir resultados muito bons — e possivelmente bastante familiares.

O logotipo pode exigir um pouco mais de trabalho, principalmente se você quiser algo único (acho que é melhor não usar stock art para o logotipo). Para o meu último suplemento, juntei duas fotografias de domínio público (um CD com um belo efeito de iluminação e uma textura de superfície metálica) e ajustei a cor e o tom no Photoshop para criar um dourado pálido que contrastava bem com o fundo, depois coloquei um pentagrama de clipart de domínio por cima e recortei o fundo, usando outra textura (pedra escura) para o interior. Finalmente, escrevi runas ao redor do pentagrama usando uma fonte Wizard Janji. Eu certamente não sou um artista, mas acho que o resultado é aceitável e, mais importante, posso ter certeza de que ninguém mais usará exatamente o mesmo logotipo em seus próprios suplementos de RPG.

Artes

Muitos produtos Savage Worlds usaram a excelente arte de Storn Cook, e no passado ele também lançou muito de seu trabalho sob a Licença Genérica Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 2.5. Como resultado, pude usá-los em meus suplementos de fãs, desde que permanecesse compatível com a licença.

No entanto, também há muitas obras de arte gratuitas disponíveis online. Algumas delas estão disponíveis em sites de clipart, mas o DriveThruRPG tem uma excelente seleção; algumas delas são gratuitas, enquanto o restante geralmente está disponível a um preço bastante razoável e pode até ser usado em produtos comerciais.

Se você quiser encomendar artes personalizadas, o preço será mais alto, e mesmo isso não garante direitos exclusivos. Mas se você quer apenas algumas artes decentes para preencher seu suplemento, e não se importa se outras pessoas também usarem em seus próprios produtos, até as obras de arte de Storn podem ser licenciadas a um preço competitivo (incluindo algumas partes que foram usadas em publicações oficiais do Savage Worlds).

Exemplo

Eu estava esperando completar meu último suplemento para o Halloween, mas o tempo acabou e eu preferi fazer o trabalho corretamente ao invés de apressá-lo. No entanto, pensei em dar uma rápida prévia da capa e da página de introdução, como exemplo do estilo de diagramação que estou seguindo.



A ilustração da capa é de Bruno Balixa, a fonte "Primordial Horrors" foi criada usando Cool Text e recolorida usando Photoshop, e eu criei o pentagrama a partir de clipart de domínio público como descrito anteriormente. O interior das páginas foram desenhados por Mateusz Pohl, e a ilustração dos tentáculos é de Gary Dupui (embora eu tenha girado, definido o fundo como transparente e desfocado as bordas).

Também comprei um mais algumas artes, mas não muitas; decidi gastar apenas o dinheiro que ganhei como escritor freelance em outros produtos Savage Worlds!

 

SOMOS UM GRUPO VOLUNTÁRIO DE TRADUÇÕES DE RPG

Esse post e outros materiais aparecem primeiro no nosso APOIA.se. Ao contribuir, você ajuda nosso trabalho voluntário a continuar.


Também acompanhe as novas publicações no:


Para interação entre a comunidade, pesquisas e sorteios, temos:

Grupo do Whats: https://chat.whatsapp.com/Lw2q1nIeava2fzjoTVvjPd

Servidor Discord: https://discord.gg/eyhe7ge2TJ

Links Atualizados: https://lkt.bio/TocaDoCorujaRPG

145 visualizações0 comentário